sexta-feira, agosto 19, 2005

NUCLEAR



“É necessário um enorme debate público”. Parados. Com medo de morrermos. “Nesta matéria é necessário agir com a máxima prudência”. Paradoxo: é preciso prudência na ausência de movimento.