quarta-feira, fevereiro 09, 2005

TERRÍVEL

Je suis o terrível. O homem que habita a cabeça dos outros. O homem que sangra e transforma a vida em écran. O homem que diz a terra já ficou parada no ar à procura dos outros que não sabem nada do sentido do poder. Je suis o terrível. No meu país os miudos não crescem na familia. Aqui não temos familia. Nem médicos. Nem carros. Fazemos da velocidade da luz a nossa grande verdade. Somos sempre outra coisa quando olha lá já lá foste?Je suis o terrível. Nem em familia. O nosso objectivo é andar a colher flores. Aqui o seu nome é savoir. Ele é o terrible, dá savoirs a quem passa. Ninguém pede nada. Todos temos parafusos na cabeça. Ás vezes, começamos a sangrar. A única tua coisa que aqui temos é prazo de validade. Pouco importa: não temos massa nem tempo. We are normal size. Clicez ICI pour me poser des questions.